Pesquisar

Se quiser, digite seu e-mail para receber atualizações deste blogue:

Se quiser, digite seu e-mail para receber atualizações:

domingo, 30 de dezembro de 2012

O Sublime Peregrino - Capítulo XX - José, o Carpinteiro, e seu Filho Jesus

(após diáologo com José, seu pai, em que este intuíra o trágico destino para o filho, Jesus se dirige a um outeiro nas proximidades de sua casa, em Jerusalém)

Então, o Divino Amigo da humanidade se deixou deslisar, de leve, os joelhos em terra; e recostado no suave outeiro de pedras e flores, de mãos postas, em atitude prece, ergue os olhos para o alto e sua almam entreabriu-se para o Senhor, num angustioso apelo, onde a volúpia do sacrifício confundia-se com o mais puro e exaltado Amor pelo gênero humano!

- Pai! Que a vossa vontade se cumpra em mim até a última gosta do meu sangue!

Era o primeiro vislumbre consciente do seu holocausto no Calvário; intuição viva do motivo principal de sua vida na matéria, e que o arcanjo Gabriel, seu guia, aproveitou naquele momento tão extasiante e de sintonia espiritual para sussurrar-lhe a proximidade dos passos messiânicos. Daquele instante para a frente, definira-se um propósito, e se projetara o ideal que trazia do berço e lhe consumia a vida física! A "agulha" do seu coração apontava para o Norte do Calvário e já não guardava dúvida de que sua obra exigiria o sacrifício de sua vida em troca da salvação do homem!

No dia seguinte, quandoo ele desceu a encosta até as margens do Tiberíades, Pedro aceitou-lhe o convite e largou as redes de pesca para segui-lo! Eram realmente os primeiros passos da sua Paixão, no cumprimento da vontade do Senhor!

(30/12/2012)

Nenhum comentário:

Postar um comentário