Pesquisar

Se quiser, digite seu e-mail para receber atualizações deste blogue:

Se quiser, digite seu e-mail para receber atualizações:

domingo, 12 de maio de 2019

Gestação sublime - Recados do meu coração


A você, querida mãezinha, que pensa na possibilidade de cometer o aborto, pedimos encarecidamente que reveja as próprias intenções a fim de não ver agravado o quadro de amarguras que hoje a envolve, O aborto é um ato de violência contra um ser indefeso, catalogado pelos códigos celestes como crime hediondo, que não resolve problema algum em nosso caminho, antes aumenta consideravelmente a carga de aflições daquele que o pratica.

Como as leis divinas se acham esculpidas em nossa consciência, todo ato de violência acaba repercutindo primeiramente em quem a comete, que passará a sofrer, no corpo e na alma, as consequências negativas do desequilíbrio consciencial.

Além do mais, o aborto não nos livra da presença do espírito expulso do ventre materno. Não raro, o espírito abortado, que se tornaria no futuro em benfeitor da mãe e do próprio núcleo familiar, converte-se, pelo aborto de que foi vítima indefesa, em inimigo ferrenho daqueles que lhe impediram o renascimento na carne, cuja reencarnação lhe traria valiosas oportunidades de progresso e paz. Frustrado em seu desejo de renascer e progredir, revolta-se e passa a perseguir os que lhe negaram a oportunidade de ser feliz dando margem a obsessões graves, de tratamento longo e laborioso, com repercussões na saúde fisiopsíquica da mulher, que lhe custará longos períodos de tratamento.

Portanto, mãezinha, mesmo que a gestação nos imponha pesados sacrifícios, será sempre preferível levá-la a bom termo, porque o amor sempre é o responsável pelos maiores benefícios que conquistamos em nossa vida, enquanto o egoísmo é a escada fácil de acesso a tudo o quanto ocorrer de mal em nossa jornada.

Experimente o amor, abençoada mãe, nada tema, Jesus é conosco quando nos decidimos a amar. A gestação, quando bem compreendida e vivida, traduz-se num dos momentos de maior elevação espiritual que a mulher experimenta em sua jornada terrena. Não esqueça, filha, que Nossa Mãe Santíssima se incumbe de lhe guiar os passos na senda da sublime gestação. Ela que tão bem soube servir a Deus recebendo o Cristo em seu ventre, passando pelos mais graves perigos e dando os mais excelsos testemunhos de amor e abnegação em favor da família humana. Maria é por você, mulher, siga-lhe os passos, imite-lhe os exemplos de coragem e abnegação e assim você sairá vencedora deste mundo como a mulher valorosa que soube dignificar a vida em detrimento daquelas que sofrem por não terem optado pelo amor como a melhor solução para suas vidas.

Dr. Bezerra de Menezes, pela psicografia de José Carlos de Lucca em "Recados do meu Coração".

Nenhum comentário:

Postar um comentário