Pesquisar

Se quiser, digite seu e-mail para receber atualizações deste blogue:

Se quiser, digite seu e-mail para receber atualizações:

sexta-feira, 11 de setembro de 2015

Mediunidade de "mesa" ou de "terreiro"?


(Pelo espírito Ramatis/Hercílio Maes - Mediunismo. Livraria Freitas Bastos SA. 3a edição. 1960. página 59)

Resposta de Ramatis a pergunta do medium Hercílio Maes:

(...)

No entanto, considerando a vossa pergunta pitoresca sobre se o trabalho mediúnico de "mesa" é superior ao trabalho mediúnico de "terreiro", ou vice-versa, devemos dizer que o mais importante, em ambos os casos, ainda é a qualidade espiritual daqueles que operam neste ou naquele setor de intercâmbio com os desencarnados. Como singela comparação, suponde que certo homem tem o pé infeccionado por maligna ferida e que, por isso, atrai as moscas, que o atormentam incessantemente; no entanto, alguém aconselha-o a cobrir o pé com u'a meia de algodão, pois assim evitará a afluência das moscas.

Infelizmente, o enfermo verifica que as moscas ainda continuam a pousar-lhe molestamente no pé ferido e contaminado, o que o leva então a aceitar outra sugestão amiga, para que use meias de seda. Essa providência, no entanto, também fracassa. Mas, por feliz acaso, ele consegue curar a ferida do pé com o uso de determinada erva medicinal, alegrando-se por ver que as moscas também sumiram, assim que se curou definitivamente. Na realidade, elas molestavam-no devido à ferida, pouco se importando com que ele usasse meias de algodão ou meias de seda.

Da mesma forma, cremos que o mais importante, para vós, não é provar se o trabalho mediúnico de mesa é superior ao de terreiro, pois, em ambos os casos, o primeiro significa a meia de seda e o segundo a meia de algodão. Desde que despareçam de vossas almas as "feridas morais", que atraem as moscas do astral inferior, sem dúvida podeis prescindir de ambos os trabalhos, porque então já estareis curados espiritualmente, tal como no exemplo citado, em que, depois de curada a ferida, o enfermo também dispensou a meia de seda ou de algodão!...


Nenhum comentário:

Postar um comentário