Pesquisar

Se quiser, digite seu e-mail para receber atualizações deste blogue:

Se quiser, digite seu e-mail para receber atualizações:

quinta-feira, 26 de junho de 2014

Tsunami e Carma

(Diálogo do Médium Carlos A. Baccelli com o espírito Inácio Ferreira em "Fala, Dr. Inácio")

(C.A.B.) - Dr. Inácio, o senhor ouviu falar no maremoto que, recentemente, fez milhares de vítimas na Ásia?
(I.F.) - O fenômeno chamado "tsunami"? Sim.

(...)

(C.A.B.) - Todas as vítimas morreram em consequência de seus carmas?
(I.F.) - Todas. No mundo há carma suficiente para que o homem sucumba a qualquer espécie de catástrofe.

(C.A.B.) - Estou me referindo a carma específico... Todos foram postos ali para morrerem daquele jeito?
(I.F.) - Não.

(C.A.B.) - Então, por que morreram?
(I.F.) - A resposta é óbvia: porque estavam lá.

(...)

(C.A.B.) - Tanta gente morta!...
(I.F.) - Nenhuma morreu!

(C.A.B.) - Tantas crianças!...
(I.F.) - Espíritos imortais!

(C.A.B.) - Onde e que estava Deus?
(I.F.) - Deus sempre esteve onde está e estará.

(C.A.B.) - Qual a finalidade daquilo?
(I.F.) - Evolução.

(C.A.B.) - De que forma?
(I.F.) - De todas as possíveis e imagináveis. O mundo se consternou, a solidariedade fez com que o homem se mobilizasse, alerta à Humanidade contra as sucessivas agressões à Natureza...

(C.A.B.) - Mais o quê?
(I.F.) - Reflexões em torno da fragilidade humana, ou seja, do homem que não leva em consideração a transitoriedade das coisas materiais, e não busca tornar-se mais introspectivo e espiritualizado.

(C.A.B.) - Qual o destino dos que desencarnam num acontecimento assim?
(I.F.) - Muitos haverão de renascer em melhores condições; formarão grupos que se dispersarão e tomarão corpo no seio de outras raças, vivenciando outras culturas e ampliando o leque de suas possibilidades.

(C.A.B.) - E os seus antigos laços familiares e culturais?
(I.F.) - Necessitam ser rompidos. Determinados espíritos, tendentes ao comodismo, se a Lei não interferir em seu benefício, constrangendo-os à indispensãvel renovação, permanecem séculos sem saírem do lugar.

(C.A.B.) - Então, a desencarnação mistura os espíritos?...
(I.F.) - A desencarnação os separa; a reencarnação os mistura...

(C.A.B.) - E os que, dentre eles, verdadeiramente se amam?
(I.F.) - Amar-se-ão sempre e, um dia, se reencontrarão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário