Pesquisar

Se quiser, digite seu e-mail para receber atualizações deste blogue:

Se quiser, digite seu e-mail para receber atualizações:

terça-feira, 1 de abril de 2014

O Amor Jamais te Esquece - Capítulo 06 - Josué e Zacarias - 01

(Zacarias, dirigindo-se a Josué, a respeito do comportamento do povo Judeu perante as mulheres) (a,b)

- Sim, meu amigo querido, tratamos as mulheres com desprezo por causa de um maldito pecado original que as tradições religiosas dizem termos cometido por causa delas, nos tempos do velho Adão. Mas como lhes deixar o peso de terem fracassado nas tentações do fruto proibido nas belezas do jardim do Éden, sem assumirmos nossa culpa nisso também? Por que Eva é culpada por um escorregão e os homens se dão o direito de seguirem escorregando por todos os séculos que vieram depois e nunca se julgam culpados? Quantas quedas os homens cometeram, a quantas tentações se entregaram desde então, quantas mulheres alheias seduziram, quantos filhos engendraram nos ventres inexperientes, envolvidos por suas teias de promessas e benesses jamais cumpridas? Por que a pobre Eva deve merecer o ódio ancestral sem que os homens se dignem conduzir-se por caminhos retos? Será que Eva era o mal exclusivo e o homem o ingênuo companheiro, bonzinho, generoso e enganado cruelmente? Ou será que trazia também o ponto fraco das fragilidades morais que o fizeram aceitar o convite da mulher iludida pelas promessas da serpente? Se fosse melhor do que ela, ter-lhe-ia esclarecido o equívoco e impedido que ela caísse no mal. Se o homem fosse melhor do que a companheira no paraíso, ao invés de ter-lhe seguido os passos claudicantes e aceitado a proposição, trataria de tirar-lhe da idéia o sentido da traição e a educaria para transformá-la para melhor. Todavia, não foi isso o que ele fez. Não se sabe se, encantado pela proibição do fruto ou pelas curvas sedutoras de Eva, o certo é que Adão se demonstrou tão despreparado e censurável quanto a mulher. E o que é mais grave e ninguém fala é o seguinte: Eva foi seduzida pela serpente, que na tradição religiosa seria a corporificação do mal, astuto, experiente nos processos de aliciamento, perigoso inimigo que sabe como conquistar a confiança dos que o escutam. Eva, por mais experiente que fosse, estava diante de um oponente de peso e com conhecimento de sua tarefa de criar ilusões.

Todavia, Adão não passar por este teste difícil. Adão foi envolvido pelas argumentações de Eva, a ingênua criatura que compartilhava com ele das alegrias o paraíso. Assim, podemos perguntar a nós mesmos quem é mais culpado pelo erro: a criança que cai nas tentações e armadilhas que a astúcia produziu em seu caminho como ocorreu com Eva, ou o adulto que se tem em conta de sábio, experiente, sério (como pensamos de nós mesmos, herdeiros de Adão), mas que acaba convencido pela palavra de uma criança e vai com ela em vez de retirá-la do erro?

=====================
:Minhas Notas:

(a) Zacarias e Josué são dois discípulos devotados de Jesus que, embora não estivessem entre os doze apóstolos, faziam parte dos setenta mais próximos que lhe acompanhavam sinceramente os ensinamentos.

(b) Apesar de a história de Adão e Eva fazer parte de uma mitologia religiosa adotada por diversas crenças, entre elas o Judaísmo, o Catolicismo e o Protestantismo, esse diálogo revela preciosa lucidez ao desvendar - sob véu de cinismo que encobre a lenda do "pecado original" - um subterfúgio hipócrita que é ainda hoje alegado para inferiorizar perante o homem o sexo feminino, talvez tão mais próximo, por sua sensibilidade, das qualidades Divinas, do que o masculino que, inundado por testosterona, pouco tem feito desde Adão, para zelar por sua própria elevação espiritual.


Nenhum comentário:

Postar um comentário