Pesquisar

Se quiser, digite seu e-mail para receber atualizações deste blogue:

Se quiser, digite seu e-mail para receber atualizações:

quinta-feira, 6 de fevereiro de 2014

Tao Teh Ching - Livro I - 01 - O Encontro dos Opostos

Todos no mundo reconhecem o belo como Belo (a)
e, desta forma, sabem o que é o Feio.

Todos no mundo reconhecem o bem como o Bem
e, desta forma, sabem o que é o Mal.

Assim o ser e o não-se geram-se mutuamente.

O longo e o curto se delimitam.

O alto e o baixo se inclinam.

O tom e o som se harmonizam.

O antes e o depois seguem-se um ao outro.

Assim o sábio executa suas tarefas sem agir
e transmite ensinamentos sem usar palavras.

Todas as coisas agem, e ele não lhes nega auxílio.

Produz sem apropriar-se de coisa alguma.

Realiza sua tarefa e não pede gratidão
e é justamente porque não se apega
que o mérito jamais o abandona
e suas obras meritórias subsistem (b).

===============
Minha nota:

(a) o uso de maiúsculas e minúsculas para "belo" e "Belo" assim para como para outros termos neste provérbio, segue a grafia da seguinte edição:

Tao Té Ching. O Livro do Caminho Perfeito. Lao Tsé. Editora Pensamento. Tradução e adaptação, prefácio e comentários de Murillo Nunes de Azevedo. 1a Edição.

(b) notar a semelhança desse provérbio, com este trecho do Bhagavad~Gîtâ: Shankhyia Yoga


2 comentários:

  1. Obrigada Gilberto,por todos esses ensinamentos.
    Um ótimo final de semana e muita vibração de paz.
    bjs
    Carmen Lúcia.-mamymilu.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não há o que agradecer, minha amiga. Para mim, publicar o que publico aqui nada mais é que um dever.

      Excluir