Pesquisar

Se quiser, digite seu e-mail para receber atualizações deste blogue:

Se quiser, digite seu e-mail para receber atualizações:

quinta-feira, 4 de abril de 2013

O Evangelho Segundo o Espiritismo - Capítulo IV - 10 e 11 - Ninguém Poderá ver o Reino de Deus se não Nascer de Novo

Ninguém Poderá ver o Reino de Deus se Não Nascer de Novo



10 . Ora, desde os tempos de João Batista até o presente, o Reino dos Céus é tomado pelos violentos, e são os violentos que o arrebatam. pois, até João, todos os profetas, assim como a lei, assim profetizaram. Se quiserdes compreender o que vos digo, ele mesmo é o Elias que há de vir - Ouça o que tiver ouvidos de ouvir (Mateus, XI: 12 a 15).

11. Se o princípio da reencarnação, expresso em São João, podia, a rigor, ser interpretado num sentido puramente místico, já não aconteceria o mesmo nesta passagem de São Mateus, onde não há equívoco possível: "Ele mesmo é o Elias que há de vir". Aqui não existe figura, nem alegoria; trata-se de uma afirmação positiva. "Desde o tempo de João Batista até agora, o Reino dos Céus é tomado pela força"; que significam estas palavras, pois João ainda vivia no momento em que foram ditas? Jesus as explica, ao dizer: "E se vós o quereis bem compreender, ele mesmo é o Elias que há de vir". Ora, João tendo sido Elias, Jesus alude ao tempo em que João vivia com o nome de Elias. "Até agora, o Reino dos Céus é tomado pela força" é outra alusão à violência da lei mosaica, que ordenava o extermínio de infiéis, para conquista da Terra Prometida, Paraíso dos Hebreus, enquanto que, segundo a nova lei, o céu é ganho pela caridade e pela brandura. Depois, acrescenta: "Ouça o que tiver ouvidos de ouvir". Essas palavras, que Jesus tanto repetiu, dizem claramente que nem todos estavam em condições de compreender certas verdades.


Nenhum comentário:

Postar um comentário