Pesquisar

Se quiser, digite seu e-mail para receber atualizações deste blogue:

Se quiser, digite seu e-mail para receber atualizações:

segunda-feira, 25 de junho de 2012

Capítulo VIII - 16 e 17 - Bem-aventurados os que Têm Puro o Coração

16. Mas, ai daquele por quem venha o escândalo. Quer dizer que o mal sendo sempre o mal, aquele que serviu, sem o saber, de instrumento à justiça divina, aquele cujos maus instintos foram utilizados, nem por isso deixou de praticar o mal e de merecer punição. É assim ,por exemplo, que um filho ingrato é uma punição ou uma prova para o pai que sofre com isso, porque esse pai talvez tenha sido também um mau filho, que fez seu pai sofrer. Passa ele pela pena de talião. Mas, mesmo essa circunstância não pode servir de desculpa ao filho que, por sua vez, terá de ser castigado em seus próprios filhos, ou de outra maneira.

17. Se a vossa mão é causa de escândalo, cortai-a. Figura enérgica, que seria absurda se tomada ao pé da letra, e que apenas significa que cada um deve destruir em si toda causa de escândalo, isto é, de mal: arrancar do coração todo sentimento impuro e todo princípio vicioso. Quer dizer também que, para o homem, mais vale ter cortada uma das mãos, do que servir essa mão de instrumento para uma ação má; ficar privado da vista do que lhe servirem os olhos para conceber maus pensamentos. Jesus não disse nenhum absurdo, para quem saiba compreender o sentido alegórico e profundo de suas palavras. Entretanto, muitas coisas não podem ser compreendidas sem a chave que o Espiritismo faculta.

24/06/2012, às 10:00 h., após oração.

Nenhum comentário:

Postar um comentário