Pesquisar

Se quiser, digite seu e-mail para receber atualizações deste blogue:

Se quiser, digite seu e-mail para receber atualizações:

sexta-feira, 23 de janeiro de 2015

Renascer da Esperança

Renascer da Esperança:


Em meados do século XIX, em pleno florescer do espiritismo, à época da publicação dos primeiros livros de Allan Kardec e do conhecido "auto de fé de Barcelona", Emilie, uma jovem médium parisiense, casa-se com Ricardo, descendente de família catalã, católica, abastada e poderosa.

Esse casamento de sonhos, começa a ser ameaçado quando, após o nascimento da filha Cíntia, os transes mediúnicos de Emilie tornam-se frequentes e ameaçadores. A tradicional família é envolvida, então, em sério drama, que acaba por levar à internação da médium em hospital psiquiátrico.

O livro se inicia nesse ponto: Emilie acabara de fugir do tratamento desumano que recebia na instituição. Não tinha noção da natureza dos estranhos fenômenos que ocorriam consigo mesma. Desamparada e acusada de um crime por seus familiares, incompreendida pelo marido, acaba por ver-se à beira de um penhasco, com a intenção de dar fim à própria vida.

É nesse momento que a misericórdia e a sabedoria Divinas se manifestam. A partir de então, a história de Emilie enveredará por uma trajetória de busca às respostas para as questões fundamentais de suas vidas presente e pretérita. Será o renascer da esperança que se havia perdido, com o auxílio perene dos mensageiros Divinos, que nunca deixam de estar ao lado de ninguém.

Leitura que, conforme o título sugere, é um alento para aqueles que se encontram desesperançados ante as provações da vida.

Como os demais livros da parceria Lucius-Sandra Carneiro, "Renascer da Esperança" é leitura fácil, agradável e envolvente do começo ao fim. Uma vez iniciada, difícil interromper.

-------------------------------------------
Uma edição sugerida:

Renascer da Esperança
Vivaluz Editora Espírita Ltda.
pelo espírito Lucius, psicografada por Sandra Carneiro.
1a edição, 2012.


Nenhum comentário:

Postar um comentário