Pesquisar

Se quiser, digite seu e-mail para receber atualizações deste blogue:

Se quiser, digite seu e-mail para receber atualizações:

sexta-feira, 31 de maio de 2013

O Livro dos Espíritos - Missões e Espíritos Missionários - 568 a 581

568 Os Espíritos que têm missões as cumprem no estado errante ou encarnados?
– Podem tê-las em ambos os estados; para alguns Espíritos errantes é uma grande ocupação.
569 Em que consistem as missões de que podem estar encarregados os Espíritos errantes?
– São tão variadas que seria impossível descrevê-las; além do que, não as podeis compreender. Os Espíritos executam as vontades de Deus e não podeis penetrar nos seus desígnios.

Nota de Alan Kardec: As missões dos Espíritos sempre têm por objetivo o bem. Estejam ou não encarnados, eles são encarregados de ajudar no progresso da humanidade, dos povos ou dos indivíduos, num círculo de idéias mais ou menos amplas, mais ou menos especiais, de preparar os caminhos para alguns acontecimentos, zelar pelo cumprimento de algumas coisas. Alguns têm missões
mais restritas e de algum modo pessoais ou locais, como assistir aos doentes, agonizantes e aflitos, velar por aqueles de quem se fizeram guias e protetores, dirigi-los com os seus conselhos ou pelos bons pensamentos que lhes sugerem. Pode-se dizer que há tantos gêneros de missões quantas as espécies de interesses a vigiar, no mundo físico ou no moral. O Espírito avança de acordo com a maneira com que realiza sua tarefa.

570 Os Espíritos sempre têm consciência dos desígnios que são encarregados de executar?
– Não; há os que são instrumentos cegos, mas outros sabem muito bem com que objetivo agem.
571 Somente os Espíritos elevados cumprem missões?
– A importância das missões depende da capacidade e elevação do Espírito. O estafeta (2) que leva uma mensagem cumpre também uma missão, mas não é a mesma do general.
572 A missão é imposta a um Espírito ou depende de sua vontade?
– Ele a pede e fica feliz por obtê-la.
572 a A mesma missão pode ser pedida por vários Espíritos?
– Sim, muitas vezes, há vários candidatos, mas nem todos são aceitos.
573 Em que consiste a missão dos Espíritos quando encarnados?
– Instruir os homens, ajudar em seu adiantamento, melhorar suas instituições pelos meios diretos e materiais; mas as missões são mais ou menos gerais e importantes: aquele que cultiva a terra realiza uma missão, como aquele que governa ou que instrui. Tudo se encadeia na Natureza; ao mesmo tempo que o Espírito se depura pela encarnação, concorre, dessa forma, para a realização dos desígnios da Providência. Cada um tem sua missão na Terra, cada um pode ser útil para alguma coisa.
574 Qual pode ser a missão das pessoas voluntariamente inúteis na Terra?
– Há, realmente, pessoas que vivem somente para si mesmas e não sabem se tornar úteis para nada. São pobres seres dignos de compaixão, porque expiarão cruelmente sua inutilidade voluntária e, muitas vezes, seu castigo começa na Terra, pelo tédio e desgosto da vida.
574 a Uma vez que fizeram a escolha, por que preferiram uma vida sem nenhum proveito?
– Entre os Espíritos há também preguiçosos que recuam diante de uma vida de trabalho. Deus lhes permite assim agir. Compreenderão mais tarde e à sua custa os inconvenientes de sua inutilidade e serão os primeiros a pedir para reparar o tempo perdido. Pode ocorrer também que tenham escolhido uma vida mais útil; porém, uma vez encarnados, recuam e se deixam levar por Espíritos que os induzem à ociosidade.
575 As ocupações comuns mais nos parecem deveres do que missões propriamente ditas. A missão, conforme a idéia ligada a essa palavra, tem um caráter menos exclusivo e, principalmente, menos
pessoal. Sob esse ponto de vista, como reconhecer que um homem tenha uma missão sobre a Terra?
– Pelas grandes coisas que realiza, pelo progresso a que conduz seus semelhantes.
576 Os homens que têm uma missão importante são predestinados antes de seu nascimento e têm conhecimento disso?
– Algumas vezes, sim; na maioria das vezes, a ignoram. Têm apenas um objetivo vago ao vir à Terra; sua missão se revela após seu nascimento e de acordo com as circunstâncias. Deus os direciona para o caminho onde devem cumprir seus desígnios.
577 Quando um homem faz algo útil, é sempre por uma missão anterior e predestinada, ou pode receber uma missão não prevista?
– Nem tudo que um homem faz é resultado de uma missão predestinada; ele é, muitas vezes, o instrumento de que um Espírito se serve para executar algo útil. Por exemplo, um Espírito julga que seria bom escrever  um livro que ele mesmo faria se estivesse encarnado; então, procura o
escritor mais apto a compreender seu pensamento e executá-lo e lhe dá a idéia, dirigindo-o na execução. Porém, esse homem não veio à Terra com a missão de fazer essa obra. Ocorre o mesmo com alguns trabalhos de arte e as descobertas. É preciso dizer ainda que, durante o sono do corpo, o Espírito encarnado se comunica diretamente com o Espírito desencarnado errante e se entendem sobre a execução de tarefas.
578 O Espírito pode falhar em sua missão por sua própria culpa?
– Sim, se não é um Espírito Superior.
578 a Quais são as conseqüências disso?
– Será preciso refazer sua tarefa: está aí sua punição; também sofrerá as conseqüências do mal que tiver causado.
579 Uma vez que o Espírito recebe sua missão de Deus, como Deus pode confiar uma missão importante e de interesse geral a um Espírito que poderia falhar?
– Deus não sabe se seu general terá a vitória ou se será vencido? Ele o sabe, estejai certos disso, e seus planos, quando são importantes, não são confiados aos que podem abandonar sua obra no meio. Toda a questão está no conhecimento do futuro que Deus possui, mas que não vos é dado a conhecer.
580 O Espírito que encarna para cumprir uma missão tem a mesma apreensão daquele que o faz como prova?
– Não, ele já tem a experiência.
581 Os homens que são a luz do gênero humano, que o clareiam por seu gênio, têm certamente uma missão; mas entre eles há os que erram e, ao lado das grandes verdades, propagam grandes erros. Como se deve considerar a missão desses homens?
– Como enganados por eles mesmos. Estão abaixo da tarefa a que se propuseram. É preciso, entretanto, se dar conta das circunstâncias; os homens de gênio devem falar conforme os tempos, e um ensinamento que se considera errôneo ou infantil para uma época avançada podia ser suficiente para o século em que foi divulgado.

(2) - Estafeta: entregador de cartas, telegramas, etc. Neste caso, significa aquele que conduz ou
realiza determinado trabalho (Nota do Editor).

Nenhum comentário:

Postar um comentário